PEDREIROS: TORNANDO REALIDADE SONHOS DE LARES MELHORES - PARTE 2

No artigo anterior, combinando pesquisas qualitativas e quantitativas recém-finalizadas, analisamos os diversos tipos de obras realizadas pelos pedreiros, nas perspectivas dos contratantes e dos próprios. Porém, vamos dar um passo atrás e entender como os consumidores chegaram até eles.

Para isso, nos apoiamos na Pesquisa 1 | 2021, que entrevistou 1.021 consumidores que haviam realizado obras/reformas residenciais, predominantemente, entre maio de 2020 e abril de 2021, ou seja, durante o isolamento social, na qual 79,9% contrataram pedreiros para essas obras.

Desse total, 46,6% já os conheciam de serviços anteriores; 45,1% foram recomendados por amigos e familiares, e, apenas para ficarmos nos três principais tipos, 9,7% foram indicados pelas próprias lojas onde foram comprados os materiais de construção para as obras.

Assim, mesmo com todos os avanços tecnológicos, conhecimento prévio e recomendações pessoais são fundamentais para os pedreiros pegarem novos serviços. Até mesmo a indicação das lojas, muitas vezes agregada à venda dos materiais, desempenha um papel coadjuvante, assim como as mídias sociais.

Segundo os próprios, nos grupos de discussão online que realizamos, “...a melhor propaganda é a indicação...” ou “... 80% dos meus serviços são indicações. Fiz o serviço para uma pessoa, foi um amigo na casa dela, pergunta quem fez.” Ou “... Eu tenho muito cliente da moda antiga mesmo, que é boca a boca.”

Porém, já utilizam as mídias sociais para divulgarem obras e abrirem novos clientes, mas, como mencionado por um dos pedreiros, “tenho Facebook, Instagram, mas meio moda carroça.”

No repertório desses profissionais constam WhatsApp, “uso, coloco no Stories e compartilho em grupo, o bom que a pessoa vê no Stories e vão compartilhando entre eles”; Facebook, “eu peguei uma escola para pintar em Salesópolis. É, eu postei, o engenheiro curtiu e pediu telefone, eu passei e deu certo”, e Instagram, “o bom é que você vai pondo e fica tudo lá. Aí chega a pessoa querendo saber como você trabalha, aí já manda o link e ela olha tudo que você fez e já vê com bons olhos.”

Assim, embora os meios tradicionais sejam fundamentais para captação de clientes, os pedreiros já ensaiam os primeiros passos nas mídias sociais. No entanto, é notório o quanto carecem de fontes que os apoiem na organização e sistematização desse trabalho para colherem melhores resultados.

Por ora, seguem assim, “meio moda carroça.”

Nos próximos artigos, seguiremos uma sequência analítica sobre os dados das pesquisas qualitativa e quantitativa realizadas com os próprios e com consumidores que os contrataram, no intuito de colaborar para a valorização profissional dos pedreiros.


A Fundação de Dados é um sistema de inteligência de mercado especializado no consumo de materiais de construção, móveis e itens para o lar, que realiza pesquisas e estudos próprios, multiclientes ou customizados

Newton Guimarães

Head
newton@fundacaodedados.com.br

Clientes Parceiros