28,9% DAS REFORMAS RESIDENCIAIS FORAM INSPIRADAS PELO ISOLAMENTO SOCIAL

Não é novidade para ninguém, que as medidas de isolamento social, com a maior permanência das famílias dentro de seus lares, foi um dos fatores que alavancaram o consumo de materiais de construção, móveis e demais itens para o lar.

Na recém-finalizada Pesquisa 1 | 2021 (entregue em junho), na qual foram entrevistados 1.021 consumidores das classes A/B/C, cujo filtro era terem realizado uma reforma residencial entre maio de 2020 e abril de 2021, 28,9% a fizeram por desejos/necessidades surgidos durante o isolamento social.

Nos recortes por classe social, esses desejos/necessidades alavancaram mais as reformas nos consumidores da classe A, com 40,1%, seguidos pelos consumidores da classe B, com 32,9%, e pelos consumidores da classe C, com 26,2%.

Essa é parte da explicação para os excelentes desempenhos dos comércios de materiais de construção e de móveis e eletrodomésticos (47,7% dos entrevistados aproveitaram a obra para redecorar o lar).

Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), no período de maio de 2020 (início da reação das vendas na pandemia) a julho de 2021 (última PMC), o agregado das vendas físicas e digitais do comércio de materiais de construção, em volume de vendas (real/nominal deflacionado), cresceu 39,5%. Já, no mesmo agregado do comércio de móveis e eletrodomésticos (magazines), cresceu 73,5%.

Importante pontuar que a diferença entre os desempenhos dos dois segmentos comerciais, também diz respeito à intensidade das quedas das vendas nos dois primeiros meses da pandemia no Brasil, no agregado março/abril de 2020: Material de Construção -17,2%, e Móveis e Eletrodomésticos -40,6%.

Logo, o início das medidas de isolamento social foi mais impiedoso para as vendas do comércio de móveis e eletrodomésticos do que para o comércio de materiais de construção. Consequentemente, a recuperação nos meses seguintes, foi mais expressiva no primeiro segmento comercial.

Porém, para ambos, o quanto será expressivo o fim das medidas de isolamento social e a reabertura total dos serviços fora do lar?


A Fundação de Dados é um sistema de inteligência de mercado especializado no consumo de materiais de construção, móveis e itens para o lar, que realiza pesquisas e estudos próprios, multiclientes ou customizados.

Newton Guimarães

Head
newton@fundacaodedados.com.br

Clientes Parceiros