LOJAS FÍSICAS DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CONTINUAM SOBERANAS

Segundo dados da Receita Federal, considerando operações do comércio eletrônico monitoradas por meio das notas fiscais eletrônicas pela própria Receita e fiscos estaduais, em 2020, as vendas de materiais de construção corresponderam a R$4 bilhões.

Se aplicarmos esse valor sobre a estimativa de sell out 2020, elaborada pela Fundação de Dados, em R$159,5 bilhões, significará que as vendas de materiais de construção pelos comércios eletrônicos corresponderam a 2,5% do faturamento do segmento.

Essa é apenas uma, entre várias propostas de dimensionamento do canal e-commerce para vendas de materiais de construção, porém, é consenso que as lojas físicas seguirão soberanas no pós-pandemia.

E há dados indicativos disso.

Na recém-finalizada Pesquisa 1 | 2021 (entregue em junho), na qual foram entrevistados 1.021 consumidores das classes A/B/C, cujo filtro era terem realizado uma grande obra/reforma entre maio de 2020 e abril de 2021 (logo, durante o isolamento social), durante a fase de planejamento anterior à compra dos materiais, 68,3% pesquisaram em lojas físicas de materiais de construção.

Foi o principal canal em todas as classes sociais, porém, com uma nuance que vale a pena ser ressaltada. Nos recortes por classes sociais, na classe A foi utilizada como meio de pesquisa pré-compra por 57,2%; na classe B, por 69%, e na classe C, por 68,6%.

Vemos, portanto, que parte da classe A migrou para outros meios, com destaques, em ordem, para o YouTube, sites dos fabricantes e sites/e-commerces de materiais de construção.

Por fim, retomando o total de entrevistados, na fase de pesquisas pré-compra dos materiais para as obras, o segundo meio mais consultado foi “sites/e-commerces de materiais de construção”, com 40%, seguido pelo YouTube, com 34,3%; sites dos fabricantes, com 28,9%, e apenas para ficarmos nos cinco principais, Instagram, com 22,9%.

Enfim, como meio de pesquisa, as lojas físicas seguem soberanas. Porém, nada se compara a onipresença da internet.


A Fundação de Dados é um sistema de inteligência de mercado especializado no consumo de materiais de construção, móveis e itens para o lar, que realiza pesquisas e estudos próprios, multiclientes ou customizados.

Newton Guimarães

Head
newton@fundacaodedados.com.br

Clientes Parceiros